A REGIÃO

A Região das Matas de Minas é uma origem produtora
de cafés especiais, composta por 63 municípios,
situada em uma área de Mata Atlântica, no leste do
Estado de Minas Gerais.

Nossa produção é naturalmente sustentável, marcada
pela predominância da agricultura familiar, pelo impacto econômico e social direto e indireto e integração natural entre o homem e a mata, fatores culturais presentes na cafeicultura da nossa região.

Somos pioneiros no que chamamos de qualidade artesanal, o trabalho manual e técnicas desenvolvidas pelos produtores da região para se produzir alta qualidade.
O resultado deste trabalho é uma diversidade de nuances
e sabores diferenciados, presentes nos nossos cafés,
que hoje se destacam nas principais premiações nacionais
e internacionais.

 

DADOS DA REGIÃO

  • Municípios 63
  • Localização Leste do Estado de Minas Gerais
  • Área de produção 275 mil hectares
  • Produtores 36 mil (80% possuem menos de 20 hectares plantados)
  • Empregos diretos 75 mil
  • Empregos indiretos 156 mil

 

QUALIDADE ARTESANAL

Nossos cafeeiros são da variedade Arábica e cultivados
em áreas de topografia montanhosa e irregular, em
altitudes que variam entre 600 e 1.200 metros.

O clima ameno do território, aliado à evolução tecnológica
dos processos artesanais desenvolvidos na região,
resultam em cafés de qualidade artesanal e uma
diversidade de sabores e nuances.

CARACTERÍSTICAS DOS CAFÉS DA REGIÃO

  • Corpo
    De encorpado a muito encorpado
  • Aroma
    Intenso, com notas florais e cítricas
  • Sabor
    Adocicado, com diversidade de sabores cítricos, caramelado e achocolatado
  • Finalização
    Agradável e prolongada
  • Acidez
    Delicada e equilibrada

COMO ESTAMOS ORGANIZADOS

A Região das Matas de Minas é regulamentada pelo:

CONSELHO DAS ENTIDADES DO
CAFÉ DAS MATAS DE MINAS

Somos uma organização sem fins lucrativos, de caráter
representativo, científico, educacional e cultural, formada
por entidades membros e parcerias voltadas ao
desenvolvimento dos cafeicultores, nos 63 municípios
que compõem a área demarcada da região.

NOSSO PROPÓSITO NOSSOS PILARES MEMBROS E PARCERIAS

NOSSO PROPÓSITO

Desenvolver, proteger e promover a qualidade
artesanal, a diversidade, e a sustentabilidade
natural da produção de cafés, tendo sempre
como objetivo o desenvolvimento sustentável
coletivo da Região das Matas de Minas.

NOSSOS PILARES

  • QUALIDADE ARTESANAL

    Desenvolver e valorizar a
    diversidade e a qualidade artesanal
    na produção de cafés na região das
    Matas de Minas, disseminando
    conhecimento e capacitação para
    os nossos produtores.

  • SUSTEN-
    TABILIDADE NATURAL

    Incentivar a integração natural
    entre o homem e a mata,
    promovendo de forma cultural
    a sustentabilidade natural da
    produção de cafés na região.

  • DESEN-
    VOLVIMENTO COLETIVO

    Trabalhar juntos, em parceria,
    promovendo a força do coletivo,
    gerando valor para nossa produção
    e desenvolvimento sustentável para
    sociedade e os negócios da região.

MEMBROS E PARCERIAS

ACIAM
Manhuaçu e Região

Coocafé

Lajinha e Região

Sicoob Credicaf

Lajinha e Região

Sicoob Credisudeste 
Muriaé e Região 

Sicoob União
Raul Soares e Região 

Sicoob Credilivre
Manhuaçu e Região

Sindicato Rural
Manhuaçu e Região

Sindicato Rural
Manhumirim e Região

Sindicato Rural
Lajinha e Região

Sicoob CredCooper
Caratinga e Região

Sindicato Rural
Caratinga e Região

Sindicato Rural
Luisburgo e Região

SCAMG
Manhuaçu e Região

Hanns R. Neumann Stiftung do Brasil
Manhuaçu e Região

PARCEIROS:

CORPOL
EMATER
EPAMIG
FAEMG

IWCA
Prefeitura Municipal de Luisburgo

Prefeitura Municipal de Manhuaçu
SEBRAE

SENAR
UFV

NOTÍCIAS

20/12/2016
MATAS DE MINAS CONQUISTA PRIMEIRO LUGAR NO CONCURSO ESTADUAL DE CAFÉS

Os cafés da região das Matas de Minas foram destaque na premiação do 13º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. O governador Fernando Pimentel participou nesta segunda-feira (19/12) da cerimônia de encerramento. A região de Manhuaçu conquistou os três primeiros lugares nas duas categorias das Matas de Minas, o produtor Aarão Ferreira de Lajinha foi o campeão estadual na categoria Cereja Descascado e o extensionista da Emater-MG de Alto Caparaó, Valdeci Gomes Soares, foi premiado por ter o maior número de produtores entre os finalistas.

Neste ano, na categoria Natural, o primeiro lugar e que ficou com o prêmio de campeão estadual foi o café do produtor André Souza Lima Campos, do município de Presidente Olegário, no Cerrado Mineiro. Já na categoria Cereja Descascado o troféu de campeão estadual foi entregue a Aarão Ferreira, de Lajinha, na região das Matas de Minas.

O Gerente Regional da Emater-MG em Manhuaçu, Rômulo Mathozinho, destacou os resultados positivos da região das Matas de Minas. “Nós ganhamos vários prêmios. A regional de Manhuaçu conquistou, através dos seus produtores, os três primeiros lugares nas categorias Natural e Cereja Descascado das Matas de Minas. Além disso, o primeiro lugar na categoria Cereja Descascado foi também o campeão estadual. Ficamos satisfeitos com o Celso Antônio de Oliveira, do Córrego Palmeirinhas de Manhuaçu, foi campeão nas Matas de Minas ganhou uma viagem para a costa Rica e o senhor Aarão Ferreira – de Lajinha - foi campeão na região e no Estado e também foi premiado. Além disso, o nosso extensionista Valdeci, de Alto Caparaó, foi premiado com a viagem por ter sido o profissional com o maior número de produtores entre os finalistas do concurso. A nossa região das Matas de Minas ganhou grande destaque na produção de cafés de qualidade”, comemorou.

AVALIAÇÃO

O concurso é dividido em duas categorias. A primeira é a Café Natural, que trata do grão recém-colhido que, após passar por um processo de lavagem, é levado para secar. A outra categoria é a do Café Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado. Estes tipos de café são lavados e há uma separação dos frutos verdes e secos dos frutos maduros. Depois, eles passam por um descascador para só depois seguir para secagem.

A seleção dos finalistas foi feita por especialistas de empresas públicas e privadas com base em análises físicas e sensoriais. As provas foram realizadas no Centro de Excelência do Café, em Machado, no Sul de Minas Gerais. Neste ano, a novidade no critério de avaliação foi a inclusão da avaliação socioambiental na etapa final das análises

PREMIAÇÃO

Todos os cafés finalistas já possuem comprador garantido. Conforme licitação promovida pela Faepe, a empresa Atlântica Exportação e Importação Ltda irá comprar, no mínimo, dez sacas (60kg) de cada um dos finalistas, com preços que variam de acordo com a pontuação obtida no concurso. Cada saca dos campeões será adquirida por US$ 800.

Os produtores que obtiveram a maior pontuação em cada região também ganham uma viagem à Guatemala ou Costa Rica para conhecer o sistema de produção de café de qualidade.  

LISTA DE PREMIADOS

Categoria: Natural

Terceiro Lugar

1. Região Cerrado Mineiro (município Varjão de Minas) - Empresa Agrícola Santa Rita Ltda, representada pelo presidente João Annes Guimarães;

2. Região Chapada de Minas (município José Gonçalves de Minas) - Gilson Pereira da Silva;

3. Região Matas de Minas (município Alto Caparaó) - Sebastião Luiz Robadel;

4. Região Sul de Minas (município São Sebastião do Paraíso) - Antônio Adolfo de Souza.

Segundo Lugar

1. Região Cerrado Mineiro (município Patrocínio) - Flávio Ruiz Pequini;

2. Região Chapada de Minas (município Capelinha) - Arlindo Domingues de Oliveira;

3. Região Matas de Minas (município Alto Caparaó) - Rafael Lopes Louzada;

4. Região Sul de Minas (município Andradas) - Fábio Roberto Menegon.

Primeiro Lugar

1. Região Chapada de Minas (município José Gonçalves de Minas) - Claudio Fujio Nakamura;

2. Região Matas de Minas (município Manhuaçu) - Celso Antônio de Oliveira;

3. Região Sul de Minas (município Divisa Nova) - Dimas Figueiredo Lopes.

4. Região Cerrado Mineiro (município Presidente Olegário) - André Souza Lima Campos;

Categoria: Cereja Descascado

Terceiro Lugar

1. Região Cerrado Mineiro (município Serra do Salitre) - Luiz Alberto Rossi;

2. Região Chapada de Minas (município Diamantina) - Dailton Antonio Ribeiro;

3. Região Matas de Minas (município Alto Jequtibá) - Ari de Oliveira Filho;

4. Região Sul de Minas (município São Pedro da União) - João Onofre da Silva.

Segundo Lugar

1. Região Cerrado Mineiro (município Patos de Minas) - Versi Crivelenti Ferrero;

2. Região Chapada de Minas (município Angelândia) - Primavera Agronegócios Ltda, representada pelo Gerente-Geral Ronaldo Morais Pena Filho;

3. Região Matas de Minas (município Manhuaçu) - José Rocha;

4. Região Sul de Minas (município Campestre) - Hélio José Lopes Júnior.

Primeiro Lugar

1. Região Chapada de Minas (município Patos de Minas) - Wagner Crivelenti Ferrero;

2. Região Sul de Minas (município Minas Novas) - CBI Agropecuária Ltda, representada pelo diretor Tancredo Pisa Simonini Spadas;

3. Cerrado Mineiro (município Santo Antônio do Amparo) - Henrique Dias Cambraia;

4. Região das Matas de Minas (município Lajinha) - Aarão Ferreira.

 

Autor: Carlos Henrique Cruz (Dados Agência Minas)

CONTATO

Ficou interessado em nossos cafés?
Quer fazer parte da nossa equipe?
Alguma dúvida?

Entre em contato conosco.
info@matasdeminas.org.br

 

Quer utilizar nossa marca em seu evento?
Clique aqui e preencha o formulário.

 

FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO PARA USO INSTITUCIONAL DA MARCA "REGIÃO DAS MATAS DE MINAS"